Gail completamente parada

Trabalhadores com a direção do SINDCONGRU decidiram em assembleia, parar por conta dos atrasos nos pagamentos, vale e corte do convênio médico

0
689

A direção SINDCONGRU realizou na última terça-feira, 8 de abril, assembleia com as trabalhadoras e trabalhadores da Gail, que decidiram pela paralisação devidos aos cortes nos benefícios e atraso nos pagamentos.

Os trabalhadores das área de manutenção, expedição e escritório estão com seus salários atrasados há 45 dias e, para piorar, houve corte do convênio médico por falta de pagamento, deixando as trabalhadoras e trabalhadores da Gail desamparados.

A Gail não pode usar a venda da empresa como desculpa para desrespeitar os trabalhadores, que dia a dia, cumprem com o seu compromisso e se dedicam para realizar suas tarefas.

A direção do SINDCONGRU irá se juntar novamente com a direção da Gail para que todos os pagamentos sejam regularizados.

Somente com a nossa mobilização e união venceremos mais essa etapa. Não fique só, fique sócio!